Bolsonaro inaugura escola militar no Rio e é homenageado

O presidente Jair Bolsonaro participou da inauguração de uma escola cívico-militar na manhã desta sexta-feira (14) no bairro do Rocha, Zona Norte do Rio de Janeiro.

O local deve ter capacidade para 500 alunos, mas duas unidades anexas que integrarão o mesmo complexo só serão abertas depois, com previsão de conclusão até o fim de 2020.

A atividade marca o último dia permitido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para participação de pré-candidatos à prefeituras em inauguração de obras.

Originalmente, a restrição iniciaria no dia 4 de julho, mas, como as eleições foram adiadas de outubro para novembro por conta da pandemia, a data foi postergada.

Durante seu discurso, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, se disse honrado com a presença de Bolsonaro e disse que o presidente “levou uma facada na barriga para o povo não levar uma facada nas costas”. O gestor carioca também destacou que tanto ele quanto Bolsonaro sofrem com perseguições por parte da imprensa.

– Nós vamos sofrer muito, injúrias, calúnias, infâmias, um dilúvio de ódios e paixões, mas ao final, presidente, depois dos seus oito anos de governo, quando passarmos em frente a uma escola como essa, quando vermos nossos jovens amando o Brasil, nós vamos de consciência tranquila agradecer a Deus e dizer: “Valeu a pena” – relatou.

Além da inauguração, o presidente também recebeu a medalha Marechal Zenóbio da Costa, a maior comenda da Guarda Municipal do Rio de Janeiro, entregue ao líder do Executivo pelas mãos do prefeito Marcelo Crivella,

Compartilhe:

2 thoughts on “Bolsonaro inaugura escola militar no Rio e é homenageado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.