Nossas aberrações: Congresso Nacional e sistema eleitoral… Não é que eles não podem ver a solução. É que eles não podem ver o problema. — G. K. Chesterton

Ontem, logo após escrever este artigo, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, interrompeu a votação dos destaques da Medida Provisória 1045/21, que altera regras trabalhistas, e convocou nova sessão para discutir  a PEC 125/11 — que altera as regras eleitorais.

A minirreforma eleitoral acabou sendo aprovada ontem em primeiro turno trazendo algumas alterações como coligação partidária para eleição de deputados federais, estaduais e vereadores, voto preferencial para presidente, governadores e prefeitos, e tirou do texto aprovado, o chamado Distritão — principal reivindicação da população, o voto majoritário para deputados federais, estaduais e vereadores.

Desde quando ainda não tinha cabelos brancos, meu pensamento em relação à política brasileira, e seu maior problema, era o Congresso. Vejam que hoje, falamos muito no STF e no ativismo de seus excelentíssimos membros, porém, até mesmo eles são derivados do problema que temos no Congresso.

Muito antes das redes sociais, eu já pregava que se o povo tem que fazer pressão, esta pressão tem que ser sobre o Congresso!

AGORA NOTÍCIAS

Compartilhe:

Deixe um comentário