Maior engenheiro do Google revela que tecnologia de algoritmo foi usada contra Donald Trump na última eleição

Uma nova denuncia da interferência eleitoral das Big Tech nas eleições dos EUA diz que o Google alterou seu algoritmo para garantir que as histórias negativas da mídia sobre o ex-Presidente Donald Trump fossem o que as pessoas vissem ao usar o site de maior tráfego da internet .

Zach Vorhies, que já trabalhou para o Google, disse em uma entrevista ao Epoch Times que o “poderoso” grupo da tecnologia adaptou seu algoritmo de notícias para prejudicar o ex-presidente. O engenheiro escreveu um livro sobre sua experiência de trabalho no Google, o “Google Leaks: An Expose of Big Tech Censorship” ainda não está disponível no Brasil.

https://twitter.com/i/status/1426326883617095682

Ele disse que queria “pegar uma teoria da conspiração e transformá-la em um fato conspiratório”, fazendo compartilhamentos as práticas que considerava um ex-funcionário de longa data, trabalhando em projetos do Google e do YouTube.

“As pessoas meio que suspeitam que isso está acontecendo. Que certas palavras-chave acionam coisas dentro do algoritmo … Isso está realmente acontecendo ”, disse ele, observando que histórias recém-escritas sobre Trump foram casadas digitalmente com outras mais velhas para garantir que permanecessem no topo dos resultados de pesquisa.

agora notícia

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.