Eduardo Bolsonaro afirma que relatório é ‘peça de ficção’ e acusa Renan de abuso de autoridade

Em entrevista a Os Pingos nos Is, deputado do PSL diz ainda que CPI da Covid será um ‘tiro no pé’ da oposição

O deputado Eduardo Bolsonaro disse que pretende processar Renan Calheiros, relator da CPI da Covid

Em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan, nesta quarta-feira, 20, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) classificou o relatório final da CPI da Covid, lido nesta manhã pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), como uma “peça de ficção”.

O filho do presidente Jair Bolsonaro foi um dos alvos de pedido de indiciamento feito por Calheiros. Eduardo foi acusado de incitação ao crime.

“Fiquei surpreso. Eu esperava que ao menos eu tivesse o direito à defesa, o direito de ser ouvido na CPI antes de ser indiciado”, afirmou o deputado. “Fica clara a intenção política desse relatório. A CPI, que tem poderes de juiz, não age de maneira justa. Age de maneira política.”

Para Eduardo, o uso político da CPI pela oposição ao governo Bolsonaro será “mais um tiro no pé” da esquerda. “Eles não perceberam, assim como em 2018, que a população, ao assistir a essa injustiça, fica indignada e passa a ser um multiplicador do governo Bolsonaro”, avalia.

Processo contra Renan

Na entrevista, Eduardo Bolsonaro disse ainda que pretende representar contra Calheiros por abuso de poder. “Estou conversando com a minha advogada para ver o que pode ser feito. Farei uma sugestão para que o senador Renan Calheiros responda por abuso de autoridade. É o que aconteceria se um juiz agisse como agiu Renan Calheiros”, disse Eduardo.

R. OESTE

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.