CPI do MEC desidrata com recuo de mais um senador: Styvenson Valentim se somou a Oriovisto Guimarães

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) retirou sua assinatura para a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito do Ministério da Educação (CPI do MEC) neste sábado, 9. A informação foi divulgada pela CNN Brasil.

Valentim disse não querer que a CPI se torne um “palanque eleitoral”. Mais cedo, o senador Oriovisto Guimarães dera a mesma justificativa ao desistir de apoiar a CPI do MEC, embora acredite que a pasta tenha de ser investigada.

“Todas as denúncias de crimes devem ser investigadas e os criminosos punidos”, defendeu Valentim, em entrevista à emissora. Dessa forma, sem o apoio de mais um parlamentar, o pedido para abrir a CPI fica com apenas 25 assinaturas. Portanto, perde o necessário para dar seguimento ao processo.

-Publicidade-

Caso as 27 assinaturas sejam reavidas, o documento liderado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) vai ao plenário para a leitura do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a quem cabe decidir se abre a CPI.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.