Jogadora de vôlei é morta pelo Talibã; outras atletas tentam fuga

Duas ex-jogadoras da seleção afegã de vôlei detalharam à ‘BBC’ o panorama de terror instalado pelo grupo terrorista no Afeganistão

Mulheres foram proibidas de praticar esportes no Afeganistão

Diante das cenas de terror instaladas pelo avanço do Talibã, dezenas de jogadoras de vôlei estão tentando fugir do Afeganistão por medo do regime extremista. O grupo terrorista proibiu a prática de esporte por mulheres. Zahra Fayazi, técnica e ex-jogadora da seleção afegã, relatou à “BBC” que uma atleta foi morta e outras dezenas estão escondidas esperando o momento de fuga.

“Nós não queremos que isso aconteça com outras de nossas jogadoras. Elas, inclusive, precisaram queimar seus equipamentos esportivos para salvarem a si próprias e suas famílias. Eles (Talibã) não querem que elas tenham qualquer coisa relacionada ao esporte. Elas estão assustadas. Muitas das nossas jogadoras que são de províncias foram ameaçadas por parentes que fazem parte do Talibã e por seguidores do Talibã. O Talibã disse às famílias das nossas jogadoras para que não as deixem praticar esportes ou sofrerão com a violência”, disse Zahra Fayazi.

R7

Compartilhe:

145 thoughts on “Jogadora de vôlei é morta pelo Talibã; outras atletas tentam fuga

Deixe um comentário