Áustria anuncia lockdown total e vacinação obrigatória contra a Covid-19

Dias após impor uma quarentena apenas para pessoas não vacinadas no país, o governo da Áustria anunciou nesta sexta-feira, 19, que vai estender o lockdown para todos os moradores a partir da próxima segunda, 22, para evitar a disseminação da Covid-19. Além da medida de isolamento, o chanceler Alexander Schallenberg informou que a imunização contra a doença passará a ser obrigatória a partir de 1º de fevereiro de 2022. “Nós não queremos uma quinta onda”, afirmou o político após reunião com governadores das províncias locais. Segundo ele, a maior parte dos que recusam a imunização são influenciados por “razões políticas e fake news”. Com população de nove milhões de pessoas, o país registrou 15,8 mil novos casos da doença nas últimas 24 horas e convive com uma taxa de incidência altíssima, de 990 infecções a cada 100 mil pessoas.

Com a quarentena, a maior parte dos habitantes vai trabalhar de casa e os serviços considerados não-essenciais vão fechar. As escolas vão continuar abertas para os alunos que precisam de atendimento presencial. A expectativa do governo é de que a medida fique em vigor até o dia 12 de dezembro. Após 10 dias de quarentena, porém, ela deve ser reavaliada. De acordo com um estudo da Universidade Johns Hopkins, a Áustria é o país com maior curva de crescimento da doença na Europa, seguido da Holanda, da Alemanha e do Reino Unido. Outros países, como a Hungria, Rússia e Bélgica – que iniciou uma nova fase de teletrabalho obrigatório nesta semana – também viram os números crescerem. A decisão da Áustria faz com que o país se torne o primeiro da União Europeia a impor a quarentena obrigatória neste inverno.

JOVEM PAN

Compartilhe:

Deixe um comentário