Hospitais infantis dos EUA agora sobrecarregados de pacientes cardíacos infantis

O repórter investigativo Steve Kirsch escreveu um artigo afirmando que os hospitais infantis nos Estados Unidos estão se enchendo de bebês recém-nascidos com problemas cardíacos graves, tudo porque suas mães receberam a vacina Covid-19.

Um e-mail que Kirsch recebeu afirma que as três UTINs (UTIs neonatais) de um hospital estão cheias de pacientes recém-nascidos. Todos os bebês são de mães que estão totalmente vacinadas, uma enfermeira confirmou a partir de seus registros, embora a equipe do hospital não esteja autorizada a perguntar diretamente sobre o estado de vacinação das mães.

O e-mail dizia:
“Como este é um boato de terceira ou quarta mão, eu normalmente tentaria confirmá-lo antes de compartilhar com alguém.

“Mas minhas pesquisas iniciais na Internet não deram certo, e temo que esse seja o tipo de coisa que pode ser efetivamente suprimida por um bom tempo por aqueles que controlam nossos maiores hospitais – especialmente aqueles que estão atualmente ocupados despedindo médicos e enfermeiras que se recusam a vacinação . ”

Considerando que os Estados Unidos estão com cerca de 9 meses de início do programa de vacinação, parece que o mundo está apenas vendo o impacto das vacinas em bebês nascidos de mães vacinadas.

O e-mail continuava afirmando:
“Eu estava me perguntando se valeria a pena compartilhar com alguns dos médicos consultores científicos / médicos do Projeto Unity que podem ter contatos ‘dentro’ de grandes hospitais com UTINs, desde que sejam confiáveis para investigar discretamente sem arriscar sua ou nossa credibilidade, revelando a história antes da confirmação.“Se esse rumor pudesse ser confirmado e revelado, ele poderia, por si só, potencialmente virar a maré desta guerra.”

Em seu artigo, Kirsch pediu aos médicos que entrassem em contato, lessem seu trabalho e comentassem as afirmações da carta, tanto para contestá-las quanto para confirmá-las. Em resposta, centenas de pessoas entraram em contato e compartilharam suas experiências.

Uma pessoa disse ter visto vários artigos publicados recentemente confirmando que as UTIs estão “abarrotadas” de pacientes doentes e moribundos, muitos dos quais são forçados a se sentar nos corredores por não haver mais leitos disponíveis.

Essa pessoa acrescentou:

“As salas estão cheias de pacientes com sintomas NÃO COVID, ou seja, eles não estão lá por causa da Covid. A causa suspeita são os efeitos secundários da vacina.

tribuna nacional

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.